BLOGWIDIA

Widia recebe Campeonato Paranaense de Levantamento de Peso

No último sábado, a Crossfit Widia foi palco do Campeonato Paranaense de Powerlifting da Associação Paranaense de Powerlifting e Supino (APPS). O head coach Rafael Ramos agachou com 231Kg, supinou com 138,5Kg e fez levantamento terra com 275Kg. Oito alunos widianos também participaram. “Esse campeonato foi muito especial pra mim. Eu não competia fazia 1 ano. É sempre bom voltar aos tablados. Mais especial ainda se eu puder levar meus atletas”, conta o head coach que bateu recordes em todas as disciplinas do esporte (agachamento, supino e terra).

Ele ainda conta que o esporte evoluiu muito e tem tudo a ver com o Crossfit. Antes, os atletas que usassem equipamentos de rendimento extra tinham mais vantagens. Hoje existe a categoria raw, em que é possível competir Powerlifting apenas com cinturão e meião, além de poder usar munhequeira e joelheira, mas nada que crie desvantagens entre os atletas. “Isso vai de encontro com o que a gente treina no Crossfit. Alguns se desenvolvem e podem se desafiar em uma modalidade específica”.

A widiana Giulia Puppi, de apenas 14 anos, ganhou medalha e troféu de ouro, como melhor atleta subjunior. Ela agachou com 85Kg, supinou com 55Kg e fez levantamento terra com 135Kg. “Os coaches da Widia se preocupam muito com a técnica e a boa postura e eu me sinto em casa. Acho que o esporte faz muito bem para as pessoas e eu gostaria que outras crianças descobrissem o Crossfit e o Powerlifting, porque é muito legal”.

O Rômulo Tuleski, que é atleta de futebol americano e treina na Widia há 3 anos, também se desafiou no Powerlifting. “Sempre gostei de fazer força. São movimentos importantes pro futebol americano. Eu segui a planilha de treino do Rafael e fiquei bem impressionado com as cargas que eu fiz. Como evoluímos tecnicamente e então me empolguei na brincadeira. Quero conciliar com minhas outras atividades. A interação no esporte também é muito legal. Tivemos até a oportunidade de treinar na academia do atleta Eudson, no litoral do Paraná, que é amigo do Rafael”. O Rômulo agachou com 200Kg, supinou com 155Kg e fez levantamento terra com 240Kg.

A Widia está realmente se posicionando como referência nos treinamentos de força em Curitiba. E está agora em uma parceria especial: será o espaço físico do Clube Morgenau, a equipe de levantamento de peso do clube. Vai haver Powerlifting, Weightlifting e supino paralímpico. “Morgenau Widia Power é o nome da nossa nova equipe. Poderemos formar mais atletas, inclusive das modalidades olímpicas e paralímpicas”, explica Rafael. O primeiro desafio dessa nova equipe será o Sul Brasileiro de Weightlifting que acontecerá no dia 2 de dezembro. Que novidade, hein? Em breve, contaremos mais sobre ela.

Confira as marcas dos nossos atletas, no agachamento, supino e levantamento terra (respectivamente): 

Giulia Puppi 85kg | 55kg | 135kg

Luciano Camara 170kg | 125kg | 210kg

Giuliano Merolli 180kg | 133kg | 217,5kg

Jefferson Ozires 140kg | 112,5kg | 210kg

Rafael Ramos 231kg | 138,5kg | 275kg

João Pedroso 215kg | 142,5kg | 205kg

Paulo Netto 200kg | 165kg | 225kg

Rômulo Tuleski 200kg | 155kg | 240kg

André Wellner 180kg | 157,5kg | 235kg

 

Melhores atletas

Giulia Puppi, melhor atleta Sub Junior da competição de Powerlifting RAW.

Paulo Netto, melhor atleta Junior da competição de Supino RAW.

Jefferson Ozires, melhor atleta Master 2 (de 50 a 60 anos) da competição de powerlifting RAW.

João Pedroso, melhor atleta Master 3 (de 60 a 70 anos) da competição de Powerlifting Equipado.

VOLTAR