BLOGWIDIA

O que um crossfiteiro deve comer

Dieta é como impressão digital: cada um tem a sua. Por exemplo: já imaginou estar em jejum para fazer um treino de força pra testar seu PRrecorde pessoal? Sabia que atletas de powerlifting da Rússia fazem isso? O multi campeão David Coimbra, brasileiro que é referência mundial do esporte e amigo do Rafael Ramos, Head Coach da Widia, passou uma temporada lá, aprendeu muito com eles e gostou dos resultados quando aplicou essa estratégia em dias de teste e competição. Como nesses momentos são poucos movimentos e a demanda energética não é tão alta, para atletas de alto nível e experientes da área, funciona. A ideia é aumentar a irritabilidade para estimular a adrenalina na hora de levantar peso. E para ele funcionou mesmo, afinal no deadlift ele já levantou 365Kg tendo 93Kg de massa corporal. Em dias nomais, ele faz várias refeições ao dia, sempre variando e controlando os macro e micronutrientes. “Eu vejo que as pessoas se preocupam apenas com carboidratos, proteína e gorduras e se esquecem da parte de minerais e vitaminas, que são essenciais pra recuperação celular”, dá a dica o atleta que também é especialista em nutrição.

Estamos falando disso para lembrar a você, crossfiteiro, que existem vários tipos de alimentação. E que a dieta influencia diretamente no resultado dos seus treinos. Ah, e claro: cada organismo funciona de um jeito e a dieta deve ser individualizada. Não adianta copiar uma planilha alimentar. Mas é claro que você pode conhecer como atletas e praticantes de esportes se alimentam para ter um norte.

O CrossFit produz grande demanda energética e desde que surgiu colocou em pauta a discussão sobre dieta de uma forma mais ampla do que aquela difundida muitas vezes no meio da musculação, de que é necessário comer de 3 em 3 horas e nas quais prevalecem apenas o frango e a batata doce.

Os modelos de dieta preferidos da comunidade CrossFit são a paleo, a low carb tradicional e a low fat. A paleo é aquela em que se busca consumir aquilo que os homens primitivos comiam – carnes em geral, castanhas e carboidratos como raízes, tubérculos, frutas. Na low carb tradicional, a principal fonte de energia é a gordura em geral, então a ingestão de carboidratos é menor. Ela é a preferida para os que querem perder gordura corporal, mas é preciso muito cuidado com as quantidades, para não faltar energia. Já a low fat é aquela que a população em geral acaba elegendo com mais facilidade: a principal fonte de energia é o carboidrato e as gorduras são evitadas.

A atleta do Widia Team Chrissy Covatti também é nutricionista e segue a low carb. Ela recomenda que cada aluno ou atleta deve procurar um especialista para encontrar a dieta mais adequada, mas que todos que praticam o esporte devem ter um cuidado especial: “É importante consumir proteína antes do treino para evitar o catabolismo muscular, a perda de massa muscular. E no CrossFit a gordura têm um papel importante, porque demora mais a ser absorvida, então a energia dura o treino todo”.

A nutricionista que atende na Widia, a Camila Mercali, destaca que o pré-treino deve ser uma das principais preocupações dos alunos e que o alimento desta hora vai depender do objetivo: se é perda de gordura ou melhora na performance. Mas ela revela que, de forma geral, alguns alimentos são fundamentais para uma boa recuperação muscular, como açaí, mirtilo, espinafre e cereja. “Quanto mais rico for em fitoquímicos, mais interessante é a recuperação, para que a pessoa tenha força mais rápido”.

Para você que se interessou pelo tema desse post, nesta segunda feira, dia 06 de fevereiro, vai rolar o lançamento de um desafio nutricional Widiano. Durante uma palestra que acontecerá na box, das 19h às 20h, com a nutricionista Camila Mercali e os nossos coaches, vamos propor um desafio que vai te motivar a comer melhor e de forma mais inteligente. Esta é a oportunidade de mudar seus hábitos alimentares e ficar por dentro de tudo que acontecerá na CrossFit WIDIA ao longo de 2017. Então, vamos, lá: alunos Widianos e interessados no assunto, participem da nossa palestra, É GRATUITA!

Interessou? Venha fazer uma aula experimental de CrossFit

VOLTAR